fbpx

Em 2017 decidimos tirar nossas férias e conhecer o México! O principal objetivo eram as praias de Cancún e a região do litoral, então, decidimos juntar 2 viagens em uma só, aproveitando para conhecer também a capital mexicana, e vamos deixar nossa experiência registrada nesse Post.

Como chegar na Cidade do México?

Chegamos na capital mexicana via AeroMéxico, um voo tranquilo, porém, com 11 horas sem ar condicionado! O que aconteceu? Nunca ficamos sabendo, mas foi tenso!

É uma cidade tranquila pra turistas, que não exige visto e nenhuma vacina obrigatória. O processo de imigração pode ser um pouco mais rigoroso para algumas pessoas, que eles desconfiam, devido a entrada ilegal nos Estados Unidos, via fronteira do México. De maneira geral, achamos o preço de táxi bem justo e, portanto, não compensava alugar carro para andar pela cidade.

Onde ficar hospedado na Cidade do México?

Definitivamente, não é recomendado ficar hospedado no centro da cidade, o Zócalo. Com a maioria das cidades, o centro é um lugar bem turístico e com grande movimentação, porém, ruim para pessoas que gostam de caminhar à noite e sair para passear.

O hotel que ficamos hospedados estava localizado na Zona Rosa, com um café da manhã maravilhoso, quarto e ambientes ótimos. Também adoramos a opção da piscina no último andar, com vista para a cidade.

Hotel Galeria Plaza Reforma
Hamburgo 195, 06600

Quando ir à Cidade do México?

A Cidade do México pode ser visitada a qualquer época do ano, que geralmente possui temperatura de calor na maior parte do tempo. Os meses mais concorridos são os com menos probabilidade de chuva, entre Novembro e Março. A cidade também é muito visitada durante o período das festas típicas, como o Dia dos Mortos em 02 de Novembro, onde acontece a festa mais conhecida do país.

Nossa dica é visitar junto com Cancún, e fazer o roteiro com as datas baseadas nos melhores períodos de visita ao litoral (devido aos tornados e chuvas, alguns meses não são indicados para visitar o paraíso mexicano). Nós fomos em Maio, estava bem quente e não pegamos chuva nenhum dia, então acredito ser um ótimo mês para viajar.

Você sabia que uma das Sete Maravilhas do Mundo está no México? Chichén Itzá fica próximo de Cancún! Clique para ler nosso Post com todos os detalhes!

O que fazer na Cidade do México?

1º dia:
No primeiro dia inteiro que tínhamos disponível, decidimos fazer o City Tour com o ônibus panorâmico hop-on hop-off. Essa é uma ótima opção para quem tem pouco tempo para conhecer a cidade e, talvez, o jeito mais pratico e barato. Duas empresas realizam o passeio do City tour na Cidade do México: Capital Bus e TuriBus. Escolhemos a empresa TuriBus e começamos com o trajeto Circuito Centro e depois pegamos o Circuito Sur, onde almoçamos no Mercado Roma (uma delícia de lugar!)

Em algumas paradas é possível trocar o circuito, mas nossa dica é fazer primeiro o centro, pois contém os principais pontos turísticos que todo mundo quer conhecer, tanto é que, essa linha era a que funcionava melhor.

Dica Sonhando e Viajando: os trajetos são longos, duram mais ou menos 3h30 para fazer uma volta completa em cada circuito, sem fazer paradas. Portanto, comece cedo e aproveite para descer somente nos lugares que realmente deseja conhecer, como por exemplo de parada obrigatória é a Praça de Constituição, conhecida como Zócalo, a quarta maior do mundo.

Praça de Constituição – Zócalo

O único ponto negativo que achamos sobre esse passeio foi a pontualidade e a frequência com que passavam os ônibus das outras linhas (exceto do centro), porque depois de almoçarmos no Mercado, ficamos esperando mais de 1 hora pelo ônibus, que não passava nunca!

Circuito Centro: 19 Paradas
1 Auditorio
2 Museo Del Arte Moderno
3 Condesa
4 Cibeles (Plaza Madrid)
5 Casa Lamm
6 Monumento A La Independencia (Dirección Centro)
6a Reforma 222
6b Museo De Cera Y Ripley
7 Glorieta Colón
8 Hemiciclo A Juárez
9 Zocalo (Centro Histórico)
10 Plaza Manuel Tolsa
11 Museo Franz Mayer
12 Monumento A La Revolución
12a Museo De San Carlos
13 Reforma-Insurgentes
14 Monumento A La Independencia (Dirección Chapultepec)
15 Reforma Rio De La Plata
16 Museo De Antropología

Seguros Promo

Circuito Sul: 22 Paradas
1 Fuente De La Cibeles
2 Mercado Roma
3 Wtc Cdmx (Bellini)
4 Torre Manacar (Insurgentes)
4.A Museo Frida Kahlo
5 Centro Histórico De Coyoacán (Tres Cruces)
5.A Avenida De La Paz (Cluny)
5.B Centro Cultural San Ángel
6 Estadio De C.U.
6.A Jardín Botánico C.U.
7 Centro Comercial Perisur
8 Kidzania Cuicuilco
8.A Tlalpan (Sábado Y Domingo)
8.B Museo Universum Unam (Lun A Vier Hasta 16h)
8.C Museo Muac Unam (Lun A Vier Hasta 16h)
9 Rectoría De La Unam
10 Plaza Oasis Coyoacán
11 Mercado Roma Coyoacán
12 Centro Histórico De Coyoacán (Carrillo Puerto)
13 Museo Frida Kahlo
14 Torre Manacar
14.A Fonart

Mercado

Circuito Polanco: 7 paradas
1 Auditorio
2 Arquímedes Campos Eliseos
3 Masarik / Moliere
4 Centro Comercial Antara
5 Museo Soumaya
6 Hipódromo De Las Américas / Granja Las Américas
7 Museo Del Papalote
Circuito Basílica: 4 paradas
1 Zócalo
2 Garibaldi
3 Basílica
4 Palacio De Los Condes De Miravalle
Valor aproximado: MXN 180 (USD 10)

2º dia:
Tínhamos escolhido o Circuito Basílica para ir até a Basílica de Guadalupe, com o ônibus City Tour, porém, depois da experiência no dia anterior, percebemos que seria mais fácil ir de metro ou táxi, ao invés de ocorrer o risco e ficar esperando muito tempo pelo ônibus.

Então, acordamos e fomos visitar a igreja mais famosa do México, a Basílica da Virgem de Guadalupe, que está localizada no Monte do Tepeyac, local onde muitos mexicanos acreditam que a Virgem apareceu ao índio Juan Diego, fazendo surgir um jardim de rosas. O Santuário possui duas basílicas. A mais nova, de 1974, e a mais antiga, do século XVI, que estava interditada para visitas quando fomos.

Basílica da Virgem de Guadalupe

Na avenida em frente à basílica existem diversas lojinhas com artigos religiosos com preços ótimos para levar de lembrancinha. Para esse passeio, meio período do dia é suficiente para conhecer tudo.

Seguros Promo
  • Como chegar na Basílica da Virgem de Guadalupe?

A melhor maneira e a mais barata é chegar na basílica de metro: estação La Villa-Basílica (linha 6)
Endereço: Plaza de las Américas núm. 1, Col. Villa de Guadalupe, Delegación Gustavo A. Madero, C.P. 07050, México, D.F. Telefone: 01(55)5118 0500

Outros passeios que não fizemos:

  • Pirâmides de Teotihuacán
  • Museu da Frida Kahlo
  • Museu Nacional de Antropologia
  • Passeio de barco pelos canais deXochimilco

O que fazer à noite na Cidade do México?

Como vocês sabem, adoramos Hard Rock e Restaurantes Giratórios, e sempre deixamos para visitar no período da noite. Na Cidade do México não foi diferente, descobrimos que existia um Hard Rock, e uma noite fomos até lá pra jantar. Porém, estava fechado, com um aspecto de falido, e achamos bem estranho, porque em todos os sites de pesquisamos, nenhum mencionava que o restaurante não estava mais funcionando.

Na noite seguinte, fomos até o Restaurante Giratório, que está localizado no topo do prédio World Trade Center Mexico City. O restaurante chama-se Bellini, e possui uma vista 360° da cidade, com um piso giratório fica aberto todos os dias, durante o almoço e janta.

Dica Sonhando e Viajando: ao visitar restaurante giratório a melhor escolha é reservar um horário para o Jantar e chegar no final do dia, para assistir o pôr do sol lá de cima. A vista é incrível, mas a comida nem tanto. Vale pela vista e pela proposta, mas não vá esperando um super jantar!

Endereço: Montecito 38 – Piso 45, Nápoles, 03810
Além dessas opções, também vimos que os bairros de Polanco e La Condesa são áreas bem agradáveis para bater perna e sair à noite na Cidade do México.

Qual cidade visitar junto com a Cidade do México?

Nosso objetivo de conhecer a Cidade do México foi como uma escala para o próximo destino, que seria Cancún, a cidade mais visitada do México. Obviamente que não tem nem como comparar Cidade do México com Cancún, né?! Ainda mais para os amantes de praia.

Aproveite para ler o Post sobre Cancún, o paraíso mexicano!

Ficamos apenas 3 dias na Cidade do México e achei o tempo mais do que suficiente. Ela é uma capital, cidade grande, como muitas outras que conhecemos, nada de muito relevante. A nossa dica é: caso esteja indo para Cancún, você pode descer na Cidade do México para conexão, mas não é uma parada obrigatória e talvez, numa próxima viagem à Cancún, nós escolheríamos fazer a conexão no Panamá.

Dicas Extras:
Os preços mostrados pelos sites de reserva não incluem 19% de impostos cobrados pelo governo mexicano. No primeiro momento, ficamos bem bravos, mas aconteceu nos 3 hoteis que ficamos hospedados no México, e depois percebemos que existe essa informação “nas letras pequenas” na reserva feita pelo Booking. Portanto, não se assuste e programe esse valor a mais no seu orçamento.


Queremos saber de vocês! Quem já visitou a Cidade do México ou as praias de Cancún? Deixe aqui nos comentários dúvidas ou dicas!

Conheça Playa del Carmen e Cozumel, outras atrações paradisíacas no México.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *