fbpx

No Carnaval de 2014, decidimos em cima da hora passar o feriado em Santiago do Chile. Como praticamente não existiam mais voos, recorremos à agência de turismo “Abreu”, que nos deu a opção de viagem com o pacote completo: passagem, hospedagem, City Tour na cidade e o passeio às praias.

Sabíamos que o preço estava a cima da média para o destino, mas, ou era isso, ou nada de viajar no feriado, então decidimos fechar. Vamos contar nesse Post sobre o nosso Roteiro em Santigo durante 4 dias!

Como chegar em Santiago do Chile

Santiago é a capital do Chile e por esse motivo é uma das cidades mais procuradas pelos turistas. Então, existem voos saindo das principais cidades do Brasil diariamente.

Na maioria das vezes, os voos são sem escalas, operados pela companhia aérea LATAM e com duração média de 4 horas. Atualmente é possível achar ótimas promoções de passagens ida e volta por menos de R$ 1.000.

Ao chegar no aeroporto internacional de Arturo Merino Benitez, existem as opções de alugar um carro, realizar os deslocamentos por ônibus e transporte público ou táxi/uber.

No nosso caso, como estava incluso todos os transferes em nosso pacote de viagem, não alugamos um carro, mas essa é uma ótima opção para quem gosta de mais liberdade.

Onde se hospedar em Santiago do Chile

Nós nos hospedamos no Hotel Neruda Express, no bairro de Providencia, que tinha uma ótima localização e próximo ao metro Tobalaba. O hotel era bom, com o quarto amplo e o café da manhã razoável. Como não tivemos opção de escolha, pois era um pacote, estava valendo a pena.

Os melhores bairros para ficar hospedado em Santiago são: Lastarria, Providencia, El Bosque ou BellaVista. Caso seja sua primeira vez na cidade, dê preferência por ficar nas regiões em volta do centro, assim facilita seu deslocamento até os pontos turísticos. Mas caso já tenha visitado a cidade, existe também o bairro de Manquehue, considerado residencial, mas é lindo!

O que fazer em Santiago do Chile

Você sabia que o Chile é o país com a maior concentração de vulcões no mundo (cerca de 15), e seu território de 4.300 quilômetros de comprimento e, em média, 175 quilômetros de largura, permite a existência de climas muito variados, do Deserto do Atacama ao Norte do país, até um clima de neve no sul?

Nosso pacote também estava incluso um City Tour pelos pontos turísticos de Santiago, que caso você queira adquirir na cidade, existe a agência de turismo local, Turistik, a mais famosa e que parecia ser ótima. Vamos citar aqui alguns que visitados:

  • Palácio de La Moneda, onde assistimos a Troca da Guarda de Carabineros, que acontece a cada dois dias às 10h, depois, passamos pelo
  • Congresso Nacional, Plaza das Armas, Catedral Metropolitana: centro histórico da cidade
  • Loja das famosas pedras de Lapis Lazuli, que só é encontrada neste país e no Afeganistão.

No período da tarde, fomos de metro até a estação Banquedano. Lá estão localizados 3 pontos turísticos, imperdíveis de Santiago, aproveite para fazer todos no mesmo dia:

  • Cerro San Cristóban: existe um funicular que leva os turistas até o topo, onde é possível ter uma vista panorâmica da cidade inteira no meio das montanhas nevadas!
  • La Chascona: a famosa casa de Pablo Neruda, o poeta mais famoso do Chile, possui esse nome em homenagem aos cabelos embaraçados de sua amante. A casa museu contém áudio-guias em português contando a história da casa e vida do poeta, porém não é permitido tirar fotos dentro do estabelecimento.

Existem outras duas casas de Pablo Neruda no Chile, em Isla Negra e “La Sebastiana” em Valparaíso. Clique aqui para ler nosso Roteiro completo sobre Viña del Mar e Valparaíso.

  • Patio BellaVista: uma galeria contendo lojas com artesanatos e produtos típicos chilenos e alguns restaurantes, que a noite possuem música ao vivo. É um lugar lindo e aconchegante para passear a qualquer hora do dia!
  • Cerro Santa Lucia: no centro da cidade, que é um pequeno parque com uma fonte e uma (grande) escadaria até o topo, onde possui um mirante com uma vista linda da cidade, vale a pena todo o esforço pra chegar lá.
  • Mercado Central: construído em 1872, é um local com vendas de peixes, carnes, frutas, legumes e diversos restaurantes, que tem como prato principal, a tradicional Centolla, o caranguejo gigante chileno. Mas tome cuidado, o Mercado Central é muito turístico, e o preço deste prato pode ser mais caro do que em outros lugares da cidade.
  • Parque de las Esculturas: uma área bem grande, onde os artistas contemporâneos chilenos expõem seus trabalhos. São diversas esculturas, em tamanhos e materiais diferentes, um ótimo lugar para descansar.
  • Parque Bicentenário: no bairro de Vitacura, um dos maiores da cidade, com áreas ótimas para andar de bicicleta e caminhar.

Pra quem ainda não sabe, somos economistas e aproveitamos para conhecer a CEPAL (Comissão das Nações Unidas Econômica para a América Latina e o Caribe), que só existe no Chile, é a agência responsável pelo desenvolvimento econômico e social.

Na verdade, o objetivo era conhecer por dentro, mas não sabíamos que seria possível. Ao chegar na portaria principal, explicamos para a recepcionista que éramos brasileiros e estávamos no último ano da faculdade de economia, e gostaríamos de conhecer.

Então, para a nossa surpresa, fomos muito bem recebidos, não só nos deixaram entrar, como também nos levaram até a biblioteca, que tinha vários livros e trabalhos que poderiam ser doados. Saímos de lá com livros para nossa monografia e, mais uma vez , muito bem tratados pelo povo chileno.

Ficou curioso para conhecer mais sobre a nossa história? Clique aqui.


Em Santiago existem vários shoppings incríveis e visitamos alguns que valem a pena:

  • Shopping MallSport: localizado mais distante do centro, no bairro de Las Condes, um shopping somente de esporte, tem diferentes lojas desde skate, montaria, bicicleta até surfe, e áreas de exposição dos esportes, onde tem um lago artifical com barcos, áreas de escaladas e até uma piscina com ondas artificiais para aula de surfe. Se você gosta de qualquer esporte, não deixe de conhecer.
  • Shopping Costanera: é localizado nos primeiros quatro andares do prédio mais alto da América do Sul, que contem diversos escritórios nos demais andares. Ele é dividido por lojas de departamentos e mercado no primeiro andar, lojas femininas no segundo andar, lojas masculinas no terceiro e no último, os restaurantes, onde jantamos um dia no AppleBee’s e no outro dia no Hard Rock Café!

O único Hard Rock que existe no Chile está em Sanatigo! Você quer saber mais sobre esse restaurante incrível que tem na maioria dos países? Clique aqui para ler mais.

  • Shopping Mall Parque Arauco: no bairro de Las Condes, que além das ótimas lojas, tem uma linda praça de alimentação, ela é aberta e em diferentes níveis de escadas. Vale a pena conhecer, principalmente no período da noite, onde fica lindo iluminado!

Onde comer em Santiago do Chile

  • Tip y Tap: rede de restaurante típica chilena, que tem uma comida deliciosa, e os pratos são bem servidos, e dependendo da sua fome, você pode dividir entre duas ou três pessoas!
  • Restaurante Giratório: o restaurante fica no último andar de um prédio comum no meio da cidade, e por incrível que pareça, não é um prédio muito alto, mas a vista é incrível. marcada para as 19h30, para poder aproveitara vista do restaurante de dia e de noite. (Vale a pena você conferir a época do ano, pois o pôr do sol pode variar de horário).

O Giratório funciona assim, um elevador dá acesso ao centro do restaurante, que é fixo, onde também fica a cozinha e ao redor as mesas são colocadas em uma base giratória, a maioria próxima a janela, que é o melhor lugar para ver a cidade.

Tínhamos pesquisado antes de ir sobre ele, e alguns comentários diziam que não era bom e a comida deixava a desejar, mas achamos totalmente ao contrário, foi maravilhoso, o lugar, a vista, o atendimento e a comida, desde o salmão, de prato principal até doce de chocolate que pedimos na sobremesa.

Seguros Promo

Vale lembrar, que no horário de almoço é servido um prato executivo, onde você não tem opção de escolha, diferente do jantar, que existem muitas opções no menu e vale a pena por poder ver a cidade de dia e de noite.

  • Ruby Tuesday: um restaurante que encontramos andando pela Avenida Isidora Goyenechea, onde estão a maioria dos escritórios e ótimos restaurantes. Nós comemos um lanche maravilhoso!

Já pensou em combinar essa viagem com a região da Patagônia? Aproveite para ler nosso Post sobre Torres del Paine, no sul do Chile. Clique aqui.

Hospedagem:
Hotel Neruda Express
Endereço: Vecinal 40, Santiago, Región Metropolitana


Conta aqui nos comentários se vocês já visitou o Chile ou se tem vontade de conhecer! Vamos adorar te ajudar com seu roteiro ou esclarecendo alguma dúvida.

Quer conhecer outro país incrível da América do Sul? Clique aqui ler o Post sobre Montevidéu, capital do Uruguai.

Já pensou em visitar Machu Picchu? Clique para saber como chegar nesse monumento que faz parte das Sete Maravilhas do Mundo e que fica no Peru!

Está pensando em fazer uma viagem internacional mais barata? Clique para ler o roteiro completo de Buenos Aires, capital Argentina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *